Header AD

5 autores para gostar de Young Adult (Jovem Adulto)


Literatura sempre foi uma das formas mais eficientes de discutir assuntos, levantar ideias, e nos fazer pensar sobre coisas que nem sempre damos tanta atenção. Há anos, livros são ferramentas poderosas de transformação e proporcionam ao leitor aventuras e experiências que muitas vezes ele não teria como tê-las. Todo livro é uma experiência única, principalmente quando falamos do popular, e ao mesmo tempo incrivelmente subestimado, gênero young adult (jovem adulto).

Depois do grande boom de duas séries literárias (Crepúsculo e Harry Potter, paralelamente), essa subdivisão dos livros de ficção disparou de vez em direção à literatura de massa, e foi ganhando uma popularidade exponencial desde 2009, com o surgimento de blogs literários e canais no YouTube criados por jovens, difundindo ainda mais o gênero. Histórias protagonizadas por jovens, que discutem questões ligadas a juventude e levantando situações de chegada a vida adulta, mesmo quando trata sobre assuntos mais pesados, como o abuso de drogas, gravidez na adolescência e abandono.

Junto a toda a popularidade, às adaptações cinematográficas, aos inúmeros fãs, surge também um preconceito que segrega o conhecimento e diminui essa literatura como algo menos intelectual, muitas vezes tratando livros young adult como algo vazio, sem conteúdo. Excluindo fato de que diminuir um gênero de literatura de ficção em detrimento de outros, tendo em vista que o próprio gênero ficção já foi - e ainda é, em alguns momentos - uma literatura vista como algo não muito intelectual.

Mas, se você ainda não é muito familiarizado com o gênero, aqui estão cinco autores que servem como um bom ponto de partida. São autores que, de alguma forma, contribuíram para o crescimento do jovem adulto.

1 - Melina Marchetta


A Austrália é um país de onde saem muitos young adults de qualidade que lidam com temas cotidianos, por vezes pesados, e Melina Marchetta é um dos maiores nomes do YA Aussie (apelido carinhoso para os livros jovem adulto australianos). Tratando de temas contemporâneos à juventude, como relacionamentos familiares, amorosos e fraternais, ao mesmo tempo em que os reinventa em vários aspectos, seja colocando uma guerra silenciosa por território entre estudantes e cadetes do exército, ou tratar de assuntos inerentes à adolescência em um ambiente de fantasia fantástica. Além de tratar também sobre questões como depressão e crescimento, a escrita meticulosa da autora faz com que tudo ganhe um significado ainda mais profundo aos leitores. No Brasil, sua série de fantasia "Lumatere Chronicles" é lançada, e recentemente seu famoso romance contemporâneo "Na Estrada Jellicoe" foi publicado pela Editora Seguinte.

2 - John Green


Falar de literatura young adult e não falar de John Green é praticamente impossível. Um dos autores mais famosos do gênero, John sabe diretamente como falar com o público jovem (e não tão jovem assim também) através de seu canal no YouTube, criado com seu irmão Hank Green, e talvez seja isso que o faça tão especial. Os seus protagonistas estão longe de terem algum destaque em suas próprias vidas, de início, até que eles passam por uma experiência completamente transformadora, em todos os seus livros. Através da escrita de John Green, os personagens ganham vida de uma forma absurda, ao mesmo tempo em que tentam lidar com sérios problemas existenciais, de relacionamentos interpessoais, e com a figura da morte. O autor carrega uma legião de fãs de seus livros e de seu canal, criando uma comunidade gigantesca, disseminando uma mensagem de "continuarem incríveis" e espalharem coisas boas pelo mundo. Por mais utópico que pareça, a comunidade funciona de forma tal que existem constantemente mobilizações para as mais diversas causas. Tratando dos mais diversos assuntos, de uma forma honesta e pragmática, John Green escreve sobre jovens, mas não necessariamente para eles. Todos os livros de John já foram publicados no Brasil.

3 - Marcus Zusak


Você muito provavelmente já deve conhecer o autor pelo homônimo "A menina que roubava livros", sucesso mundial e recentemente adaptado para o cinema. O que muitos deixam passar são suas outras obras, que, ainda mais que seu maior bestseller, são direcionadas ao publico jovem. Mais um grande representante do YA Aussie, o autor criou a saga dos irmãos Wolfe, problemáticos e autodestrutivos da periferia, que passam por questões de crescimento pessoal com um humor ácido, por mais que a realidade de todos seja cruel. Sua escrita poética e inovadora gruda o leitor até que tenha chegado à última página, mas nunca chegando a tornar a história algo piegas. Todas publicadas no Brasil.

4 - Susan E. Hinton


Tida como uma das pioneiras do young adult contemporary, os livros jovem adulto que tratam mais de assuntos contemporâneos e de histórias menos fantasiosas, Susan E. Hinton ganhou fama ao publicar nos anos 80, com apenas 17 anos, um romance sobre amizade e guerra entre gangues nos anos 60, que logo foi traduzido para inúmeros idiomas, e deu origem ao incrível filme de Francis Ford Coppola. Seus livros tratam sobre relações fraternais, masculinas, e chegam até um teor queer, onde constantemente colocam a prova a máxima de que "garotos não choram", principalmente na época em que foram publicados. Apesar de pecar algumas vezes em alguns momentos de desenvolvimento de seus romances, é inegável a importância que a autora trouxe para a literatura, servindo de referência até hoje para grandes autores. Confira as obras da autora aqui.

5 - Sarah Dessen


Imagine um livro que te dê uma sensação de leveza, que te mova, sem que você perceba, à um estado emocional que você não esperava chegar. Um livro que consegue te levar sutilmente por toda a narrativa, que te envolva de uma vez só. Esses são os livros da Sarah Dessen. Em seus mais de dez livros, bestsellers no mundo inteiro, que se passam dentre o mesmo universo, ela trata de forma leve, porém honesta e realista, todos os assuntos que atravessam o adolescente durante sua jornada de crescimento, pelos mais diferentes cenários de situação. Seja gravidez na adolescência, relacionamentos abusivos, ou a sensação de não-pertencimento ao mundo, Dessen conduz o leitor para que ele sinta com os personagens e passe, junto com eles, pelos seus problemas, seus erros, e aprendam junto com eles. É interessante falar, também, que em muitos livros jovem adulto os pais são vistos como vilões, ou são completamente esquecidos, mas nos livros da Sarah Dessen, os protagonistas tem uma relação muito forte com a família, seja ela em qualquer instância. Confira as obras da autora aqui.

Existem muitos outros autores importantes para o gênero, como E. Lockhart, Stephanie Perkins, John Corey Whaley; os brasileiros, como Pedro Bandeira, Adriana Falcão, Socorro AcioliDayse Dantas, Bárbara Morais, e muitos outros. O Young Adult, no fim das contas, não é só para jovens. Dele, saem livros que discutem a vida e situações de uma forma que nenhum romance adulto conseguiria, o que dá uma dimensão ainda maior para a importância que esses livros tem para a literatura. Seja através desses autores, ou de outros autores, ler romances young adult nunca deixará de ser importante, e falar sobre eles nunca deixará de ser pertinente.
5 autores para gostar de Young Adult (Jovem Adulto) 5 autores para gostar de Young Adult (Jovem Adulto) Reviewed by Mateus Bandeira on 8/01/2016 07:00:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário