Header AD

10 musicais para explorar o gênero


Musical é um dos gêneros cinematográficos que mais me atraem, se me pedir para listar os filmes que mais gosto, com certeza pensaria em muitos do tipo. Uma das minhas maiores surpresas foi me apaixonar pelo cinema musical francês e desde que conheci Jacques Demy, Christophe Honoré e François Ozon, passei a me interessar por tipos diferentes de musicais, principalmente os que fugissem um pouco do que eu estava acostumado. Diante das minhas buscas e da vontade de escrever, tentei listar 10 dicas de musicais para quem quer conhecer mais e se aventurar.

(Córki Dancingu, 2016, Polônia)

Direção: Agnieszka Smoczynska


Tudo o que você precisa saber sobre esse filme polaco, filme de estreia de Agnieska Smoczynska, é que o longa acompanha a história de duas sereias que passam a conviver no meio humano trabalhando e vivendo junto com uma família que opera uma banda de um bar noturno. A partir daí, é sentar e esperar músicas em polonês, realismo fantástico e um leve suspense.

(Brasil, 2014)

Direção: Juliana Rojas


Musical nacional, dirigido por Juliana Rojas, acompanha a história de Deodato que é um aprendiz de coveiro com pouco ânimo para o ofício. O filme consegue construir personagens interessantes e divertir através das situações em que o protagonista está inserido. É um filme muito peculiar e eu não consigo não amar o personagem chefe do cemitério. 

(Peau d'Âne, 1970, França)

Direção: Jacques Demy


Esse filme faz parte dos musicais do Demy e se trata de uma versão do conto de fadas infantil Pele de Asno. Além de ter todo o charme das cores em Technicolor característicos do diretor, podemos contar com a presença de Catherine Deneuve, musa de Demy. Mesmo tendo uma estrutura de conto de fadas o filme consegue surpreender em diversos momentos e uma atenção especial para a música Gâteau d'Amour que poderia simplesmente estar em um filme da Disney.

(Les Bien-Aimés, 2011, França/Reino Unido/República Tcheca)

Direção: Christophe Honoré


Situado em Paris dos anos 60 - Londres do ano 2000, retrata a história das aventuras amorosas de uma mulher e sua mãe. O filme possui uma preocupação em retratar bem o período, as cores são incríveis e conta com direção do Christophe Honoré que além de ser influenciado por Demy ainda possui em seu elenco Catherine Deneuve.

(Hedwig and the Angry Inch, 2001, EUA)

Direção: John Cameron Mitchell


Esse musical é um soco. Com versões na Broadway protagonizadas por Darren Criss, Michael C. Hall e Neil Patrick Harris. O filme foi escrito e dirigido por John Cameron Mitchell que também atua como protagonista. A trama acompanha a história de Hansel que mora na Berlim Ocidental e almeja se tornar uma grande estrela do rock. O percurso que leva Hansel tornar-se Hedwig e uma estrela do rock deixarei em suspense e peço atenção especial para Wig in a Box e Origin of Love.

(Little Shop of Horrors, 1986, EUA)

Direção: Frank Oz


Com uma pegada meio trash, o filme narra como os negócios da loja passam a dar certo com a chegada de uma planta chamada Audrey II. Ela se transforma num ser maligno, carnívoro e verde enchendo a pequena loja de horrores. O filme conta com uma versão da década de 60 e montagens na Broadway. 

(Huit Femmes, 2002, França/Itália)

Direção: François Ozon


Um filme dirigido por François Ozon, com Catherine Deneuve (que mulherão da porra!), e é um show de referências a cultura pop. O filme gira em torno de um suspense, possui traços de melodrama e todos os personagens com destaque são mulheres. Se você é fã ou só conhece músicas pop francesas é bem provável que vá encontrar alguma no filme.

(Dancer in the Dark, 2000, Dinamarca)

Direção: Lars von Trier


Dirigido por Lars Von Trier, com a presença de Björk e Catherine Deneuve foi o musical que me deixou mais triste. Só assisti uma vez porque acho que vou inundar meu apartamento se decidir assistir de novo. Guarda esse filme pra um dia de bad.

(Nha Fala, 2002, Portugal, França, Luxemburgo)

Direção: Flora Gomes


Filme de Flora Gomes, é uma co-produção entre Portugal, França e Luxemburgo. É uma comédia musical que acompanha a história de Vita que antes de ir estudar em Paris promete a mãe que não cantará, pois existe uma maldição que dita que a morte acompanha aqueles que cantam em sua família. Em Paris, a moça se apaixona por um músico. Vita conseguirá ficar livre da maldição?

(Les Parapluies de Cherboug, 1964, França/Alemanha)

Direção: Jacques Demy

 

Ópera incrível, dirigida por Demy, não me demorarei em falar sobre o filme pois você pode ler o que já escrevi sobre ele aqui. Fui escrevendo a lista e quando percebi tinha 5 filmes com a Catherine Deneuve, quase que poderia ser uma lista só dela. HAHA

Tentei criar uma lista bem diversificada, se você tem alguma indicação de musical, comenta! Se for ter uma nova lista ou uma segunda parte dessa, já posso incluir as indicações.

----

Pedro Palácio
Estudante de cinema, fotógrafo de momentos, tenta escrever e as vezes consegue. Se identifica com o cinema queer, ama musicais e perde mais tempo fazendo listas de filmes do que vendo-os.
10 musicais para explorar o gênero 10 musicais para explorar o gênero Reviewed by Pedro Palácio on 1/30/2017 10:07:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário