Header AD

Over the Garden Wall - Uma obra prima do Cartoon Network



Hoje eu vim falar sobre uma série que apesar de já ter sido lançada há um tempinho, ainda mora no meu coração e me intriga bastante. Eu estou falando de O Segredo Além do Jardim (Over The Garden Wall, 2014), uma minissérie de animação do Cartoon Network de apenas 10 episódios de 11 minutos, criada por Patrick McHale. A história gira em torno de Wirt e Greg, dois irmãos que estão perdidos numa floresta estranha chamada de o Desconhecido, e passam por diversas situações na tentativa de achar o caminho de volta para casa. Nessa aventura, os irmãos têm a ajuda de Beatrice, uma passarinha azul que precisa desfazer uma maldição que afetou sua família. 

Ao longo dos episódios nós somos apresentados a personagens novos, mas a narrativa se mantém focada no objetivo de Wirt e Greg e no relacionamento entre eles. Wirt é o irmão mais velho. Ele é mais cauteloso, está sempre brigando com Greg para ele não se meter em problemas. Wirt é tão cauteloso que às vezes isso acaba fazendo com que ele trave em alguns momentos, sem saber o que fazer. Wirt também é muito inseguro. Ele sabe tocar clarinete e gosta de poesias, mas não costuma falar sobre isso por medo de parecer ridículo. Já Greg é praticamente o oposto de seu irmão. Ele é espontâneo, alegre, está sempre cantando e brincando, uma fofura só. Por mais que esteja perdido no meio de uma floresta sombria ele arranja uma maneira de se divertir. Greg leva com ele um sapo e toda hora muda o nome do animal. Não tem como não se apaixonar pelo Greg. Beatrice, que passa a acompanhar os dois no segundo episódio, é uma passarinha mandona, que dá umas respostas secas e irônicas às vezes, mas no fundo tem um bom coração. Juntos, os três passam por diversas situações esquisitas e assustadoras.


A série se encaixa no gênero de fantasia sombria, pois ela traz elementos fantásticos, semelhantes aos contos de fadas, e insere num clima misterioso e sombrio. Um dos personagens que ajuda a compor essa atmosfera sinistra é a chamada Besta, ou Fera, uma misteriosa criatura que persegue as crianças perdidas. A Besta não está presente visualmente em todos os episódios, mas é citada na maioria deles. Quem avisa Wirt e Greg sobre a Besta é o Lenhador, um homem que anda pela floresta em busca de óleo para manter sua lamparina acesa e é apresentado logo no primeiro episódio, mas retorna em outros, sempre alertando os meninos sobre os perigos do Desconhecido. Apesar do clima de suspense, os personagens da série trazem pra narrativa um tom mais cômico e bem-humorado, tanto com piadinhas nos diálogos, como na descontração dos momentos musicais. 

Cada episódio da minissérie tem uma aventura diferente, envolvendo diversas criaturas peculiares, como por exemplo esqueletos fantasiados de abóboras. No começo você pensa que pode assistir os episódios isolados, mas percebe que cada um deles acrescenta novas informações ao longo da série para que o público entenda a história como um todo. Você consegue perceber o desenvolvimento dos personagens e a evolução da narrativa até chegar na resolução da trama. 


O visual é impecável. A animação é linda, com algumas texturas que lembram muito uma pintura com tinta óleo. O leve borrado na folha das árvores remete a uma noção de movimento. Os cenários e as roupas dos personagens parecem ser de época, mas não fica muito claro na série quando a história se passa. As cores não são tão vibrantes. Apesar de ter algumas cores fortes, elas são um pouco apagadas. Existe uma predominância dos tons de marrom, cinza e amarelo, o que deixa tudo com uma cara de efeito sépia, perfeito para o clima sombrio da narrativa. Já a trilha sonora eu não tenho palavra melhor para descrever do que apaixonante. Aquece o coração só de ouvir. A história pode até te deixar apreensivo, mas a música vem, te faz um carinho e diz que vai ficar tudo bem. É possível identificar gêneros como o folk e o jazz, além de forte presença de Ópera e Ragtime, um gênero americano muito popular nos anos de 1890 à 1920.

Bom, além de tudo isso de maravilhoso, Over The Garden Wall ainda conta com as vozes de Elijah Wood (Wirt), conhecido por interpretar o Frodo na trilogia de “Senhor dos Anéis”; Melanie Lynskey (Beatrice), a Rose de “Two and a Half Men” e Christopher Lloyd (Lenhador), o nosso querido Doutor de “De Volta Para o Futuro”. Preferi não dar spoiler sobre a série e nem entrar na questão das teorias que são incríveis, nos deixam com o coração apertado e tem tanta coisa para falar sobre elas que não iria caber em um texto só. Portanto, não pense duas vezes e vá assistir essa obra maravilhosa. E se você já assistiu, segura minha mão e vamos juntos embarcar nessa aventura novamente.

----

Carolina Carlini
Formada em Cinema e Audiovisual Carlini, ou Carolcol para os íntimos, é animadora, roteirista e dona das melhores tiradas no site Twitter. Por fora parece a Docinho mas por dentro é a Lindinha das Meninas Super Poderosas, inclusive no tamanho. Carol é a única pessoa do mundo que nunca viu Dragonball e não entende quem não acha graça do Último Programa do Mundo.
Over the Garden Wall - Uma obra prima do Cartoon Network Over the Garden Wall - Uma obra prima do Cartoon Network Reviewed by Elvio Franklin on 5/25/2018 04:51:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário