Header AD

Melhores Animes de 2018




GUILHERME ALBERO

O ano de 2018 talvez não tenha sido marcado pela estreia de animes que vão perdurar na mente de todo fã do gênero como o lindo 2006 com Gintama (2005 -), Death Note (2006 - 2007), Code Geass (2006 - 2012) e Nana (2006 -), ou ainda 1998 com Cowboy Bebop (1998 - 1999), Sakura Card Captors (1998 - 2000), Lain (1998 -) e Trigun (1998) (esse ano foi louco), mas ainda assim, 2018 é  provavelmente o ano mais completo de todos. Além da Netflix entrando com o pé direito no mercado e trazendo ótimas obras inéditas, 2018 foi o ano em que todo gênero teve algum estreante de grande qualidade. Gosta de esportes? Tivemos Megalo Box, Run with the Wind e Hinomaru Sumo. Gosta de comédia? Tivemos Pop Team Epic, Skull-face Bookseller Honda-san e Cells at Work!. Gosta de Mechas e Tokusatsu? Tivemos SSSS.Gridman e Planet With. Gosta de romance? Tivemos After the Rain e Wotakoi: Love is Hard for Otaku. Gosta de algo mais adulto? Aggretsuko e Devilman: Crybaby são para você. E a lista não para. E mesmo que talvez nenhum desses nomes ficará marcado na mente de todos os otakus mundo a fora, certamente você encontrará um anime deste ano que ficará marcado no seu coração para sempre.


A Place Further than the Universe (Jukki Hanada) Madhouse
Violet Evergarden (Reiko Yoshida) Kyoto Animation
Megalo Box (Katsuhiko Manabe e Kensaku Kojima) TMS Entertainment/3xCube
Run with the Wind (Kohei Kiyasu) Production I.G
Rascal does not Dream of Bunny Girl Senpai (Masahiro Yokotani) CloverWorks


JOJO

Em 2018 tivemos uma ótima leva de animes novos ao longo das quatro temporadas. Lançado no início do ano pela Netflix, Devilman: Crybaby acabou sendo o meu favorito. Pop Team Epic e Megalo Box foram duas ótimas surpresas para mim, enquanto que Banana Fish superou minhas expectativas. SSSS. Gridman foi mais um grande acerto do Studio Trigger e fechou o ano com chave de ouro. Deixo como menções honrosas o remake do meu querido Legend of the Galactic Heroes (1998) e o divertidíssimo Zombieland Saga.



Devilman: Crybaby (Ichirō Ōkouchi) Science Saru
SSSS. Gridman (Keiichi Hasegawa) Trigger
Pop Team Epic (Jun Aoki) Kamikaze Douga
Banana Fish (Hiroshi Seko) MAPPA
Megalo Box (Katsuhiko Manabe e Kensaku Kojima) TBS, BS-TBS
Menção Honrosa : Legend of the Galactic Heroes - Die Neue These (Noboru Takagi) Production I.G
Menção Honrosa: Zombieland Saga (Shigeru Murakoshi) MAPPA

MIGUEL, O LEGALZÃO

2018 foi um ano doido. E tanta loucura tem consequências. A principal consequência desse turbilhão de loucuras na minha vida foi que eu saí do armário otaku e cruzei a faixa que separava ver animes consagrados que as pessoas indicam e entrei na área dos lançamentos. Aprendi a ver como esse mundo tão renegado pelo grande público pode ser tão bonito e cheio de boas ideias (ideias ruins também mas aí é a vida e a gente ignora). Esse meu primeiro ano foi marcado por obras que essencialmente são muito diferentes de obras similares em outras mídias, seja pela narrativa, pelo ritmo, pelo estilo artístico ou pelo total desprendimento do que é aceito socialmente. Esse ano garantiu que eu voltasse às minhas raízes otaku e continuasse nesse mundo daqui pra frente. Vale ressaltar que eu considero essa lista uma boa forma de começar a ver animes. Então, caso você fique interessado, qualquer um desses vai te introduzir bem a esse mundo. 

Megalo box traz uma história de boxe cyberpunk com conflitos pessoais e um visual lindo, Run With The Wind traz um primor em desenvolvimento de personagens, trabalhando cada um deles e suas motivações com calma mas sem cair no marasmo. Bunny Girl Senpai traz uma visão honesta, bonita e dolorosa sobre os problemas que afetam os adolescentes do nosso século, principalmente a respeito das meninas e o Slime traz uma tradicional história de fantasia vista por um ponto de vista diferenciado, o de um Slime, fora esse ponto de vista ele tem ótimas cenas de ação e uma animação linda. Com exceção de Pop Team Epic, esse não é indicado para iniciantes despreparados, ele traz um humor afiado e perturbado indo aos limites do nonsense, mas pra quem gosta desse tipo de coisa ele é maravilhoso. Não tenham medo de entrar nesse mundo louco e cheio de boas obras que são os animes. É um caminho sem volta, mas é um caminho divertido sim. Arigatou gozaimasu!


Run with the Wind (Kohei Kiyasu) Production I.G
Megalo Box (Katsuhiko Manabe e Kensaku Kojima) TBS, BS-TBS
Rascal does not Dream of Bunny Girl Senpai (Masahiro Yokotani) CloverWorks
That Time I Reincarnated as a Slime (Kazuyuki Fudeyasu) 8-Bit
Pop Team Epic (Jun Aoki) Kamikaze Douga


----

Não deixe de conferir nossa lista de melhores séries de 2018 e de melhores filmes de 2018.
Melhores Animes de 2018 Melhores Animes de 2018 Reviewed by Mylla Fox on 1/07/2019 03:19:00 PM Rating: 5

Nenhum comentário